sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Menino de 11 anos encontra mamute preservado


Pesquisador diz se tratar do segundo exemplar mais bem conservado.

Segundo pesquisadores, um menino russo de 11 anos encontrou na Sibéria o mais completo corpo de mamute descoberto desde 1901. A carcaça de 500 kg tem parte da pele, músculos, uma orelha, uma presa, ossos, pênis e testículos.
Alexei Tikhonov, do Comitê de Mamutes da Academia de Ciências da Rússia disse que esse é o segundo exemplar mais bem conservado já encontrado desse tipo de bicho. Trata-se do primeiro achado com tanta qualidade desde 1901.
O animal, que será levado a Moscou, teria cerca de 15 anos quando morreu, ou seja, era bastante jovem, já que esses mamíferos viviam até 80 anos. Boris Kuznetsov, do Centro de Bioengenharia da mesma Academia de Ciências, avalia que não será possível clonar o mamute, segundo a Ria Novosti.
O mamute recebeu o nome de Zhenya devido ao menino que o avistou perto de uma estação meteorológica na península de Taimyr quando passeava com seu cachorro. A carcaça foi levada para a região de Krasnoyarsk para depois ser encaminhada a Moscou para ser estudada.

Leia Também